Qual o bolo mais doce do que o bolo de batata doce? É o bolo de batata doce cremoso com coco :D

bolo_batata_doce3

Ontem o dia aqui em casa começou bem mais cedo do que eu gostaria para um sábado. Na noite anterior, tinha prometido à minha mãe fazer um bolo gostoso para que ela levasse de sobremesa numa viagem da igreja. Como o pedido do bolo chegou de última hora, fiquei matutando com os ingredientes que tinha em casa para fazer algo gostoso e possível.

Às 7h00 da madrugada do sábado, lá estava eu fazendo a preparação da massa de um bolo de batata com coco. A ideia do bolo era servi-lo de sobremesa no almoço das moças. Foi aí que pensei em juntar batata doce, coco, um pouco de farinha de castanha… Assim, só pra ficar ruim. E fiquei com a musiquinha do “qual o doce mais doce que o doce de batata doce?” na cabeça pelo resto do dia! 🙂 #valeuxuxa

O bom da batata doce, assim como a cenoura, é que ela é naturalmente doce, então você precisa usar muito menos açúcar/adoçante nas receitas. E isso é ótimo, já que atualmente a gente consome muiiiito mais açúcar do que deveria. Seja pelo excesso de carboidrato dos pratos, seja mesmo nas receitas de doces. Outro dia olhando um blog de receitas, tinha um bolo simples de banana (que já é bem doce), que pedia por 4 xícaras de açúcar!!! Fiquei pensando em como a pessoa suportava o sabor tão doce daquele jeito…

bolo_batata_doce2

Para as receitas que faço aqui no blog, costumo avaliar o sabor de cada alimento para medir os ingredientes, porque muitas vezes o excesso de sal ou açúcar mascara o sabor real das coisas e satura nosso paladar. Então, a ideia é sempre trazer à tona os sabores. Outra coisa que tenho buscado, é usar menos ingredientes processados. Sempre que possível, por exemplo, uso mel nas receitas. Ele é super doce e é natural, sem aditivos químicos, então é uma boa opção. Mesmo quando uso adoçante culinário, como foi o caso desse bolo, procuro colocar uma porção moderada.

Pra quem tem dúvida sobre qual adoçante usar, boas opções naturais são o mel de abelhas, o melaço de cana, o xarope de bordo puro (maple syrup), a stevia e o açúcar de coco. Dos artificiais, eu uso sucralose e erythritol (que compro dos EUA pela internet, não sei onde vende por aqui). Importante ver se o adoçante usado pode ser submetido a altas temperaturas, ok?

Eventualmente, uso ainda frutas secas para adoçar receitas ou fazer caldas. A tâmara seca, por exemplo, é super doce, se você deixar de molho em um pouco de água, ela solta bastante caldo, que fica perfeito prum pudim 🙂 #vaigordinha Para quem come açúcar de cana, opções menos ruins são o açúcar demerara e o açúcar mascavo, que não passam por um processo de refino tão grande.

Para saber qual o melhor para você, é interessante conversar com um profissional de nutrição e também sentir a resposta do seu corpo. Eu, por exemplo, tenho preferido usar mel e sucralose nas coisas porque a minha resposta glicêmica é melhor com essas substâncias. Ninguém é igual, então o interessante é você ir se conhecendo e vendo o que funciona e o que não funciona com o seu organismo. Se você tiver outras opções de adoçantes, por favor, compartilhe nos comentários 😀

Dito isso, vamos ao bolo 🙂 Essa receita rende um bolo grande. Ela não é uma receita de baixo carboidrato, como muitas das que vocês estão acostumados a ver por aqui, mas é uma receita rica em vitaminas e sem glúten ou lactose.

bolo_batata_doce

Bolo de Batata Doce Cremoso com Coco

Ingredientes:

4 ovos grandes ou 5 pequenos

750g de batata doce cozida e descascada, cortada em pequenos pedaços (aproximadamente 2 batatas doces médias)

4 colheres de sopa de manteiga

150g de coco ralado não adoçado

1/2 xícara de adoçante culinário

1/2 xícara de polvilho doce (goma de tapioca seca)

1/2 xícara de farinha de linhaça dourada

1/4 de xícara de farinha de castanha de caju

1 colher de sopa de psillyum (ou farinha de chia)

1 colher de sopa de fermento em pó

1 pitada de sal

 

Modo de Fazer:

1. Ligue o forno e pré-aqueça em forno médio.

2.Unte uma forma retangular com manteiga ou forre com papel manteiga.

3. Numa tigela grande junte: o polvilho doce, a farinha de linhaça, a farinha de caju, o psyllium, o fermento e o sal. Misture tudo e reserve.

4. No processador ou no liquidificador, adicione os ovos e bata bem, por uns 3 minutos.

5. Acrescente o adoçante, a manteiga e o coco ralado. Bata bem até que vire um creme.

6. Com o processador ou liquidificador ligado, vá colocando os pedaços de batata doce.

7. Quando toda a batata tiver sido acrescentada, bata por mais uns 3 minutos, até formar uma massa homogênea.

8. Desligue o processador e vá despejando esse creme na tigela com os ingredientes secos que você reservou.

9. Vá mexendo com uma colher ou uma espátula até que tudo esteja homogeneamente integrado na tigela.

10. Despeje a massa na forma, espalhe bem e leve ao forno por aproximadamente 1h.

11. Parta em quadradinho e coma feliz 🙂

JfHVYQdpWGuYT29jOTO0gcRIvnIUPKnF-UTYzjG6OlMr=w401-h534-no

 

Dicas Pra Lamber os Dedos

1. Se você não tiver polvilho doce, pode usar farinha de arroz ou mesmo farinha de aveia. Cuidado só com a aveia, pois a que usamos aqui no Brasil tem glúten, na maioria das vezes. Leia o rótulo para ter certeza, caso alguém que tenha intolerância ou sensibilidade ao glúten vá comer do bolo. Se usar uma dessas farinhas, a massa vai ficar menos cremosa, mas fica tão gostosa quanto.

2. Se você preferir, pode usar 4 colheres de óleo de coco ao invés da manteiga.

3. A batata doce que usamos é da variedade avermelhada, com a polpa amarela. Daí a cor do bolo ter ficado nesse laranja bonito. Ela tem a mesma textura das batata doce de casca roxa e polpa acinzentada que costumamos comer aqui no Brasil. Se você só tem da batata de casca roxa, pode usar, que funciona do mesmo jeito.

4. Se você quiser, pode misturar a massa na batedeira. Para isso, amasse as batatas com um garfo, pra que elas se integrem na massa quando colocadas na batedeira.

5. Se você não tiver nem psyllium nem chia, pode acrescentar mais duas colheres de polvilho na massa.

6. Você pode substituir o adoçante pela mesma medida de açúcar ou mesmo colocar mel. Com o mel, o jeito é ir acrescentando e provando o ponto. Umas duas ou 3 colheres de sopa devem bastar.

7. Se não tiver farinha de castanha de caju, você pode acrescentar a mesma medida de linhaça.

8. Esse bolo fica muito bom com um cafézinho no lanche 😀

9. Essa massa fica crocante por fora e cremosa por dentro :B

10. Se você tiver outras opções de adoçantes, por favor, compartilhe nos comentários 😀

11. Se fizer o bolo, posta e me marca com #pralamberosdedos ou #jorjafit 😀

Anúncios