Rocambole de morango diet

Quem já veio a Pernambuco, já deve ter provado bolo de rolo. É uma espécie de rocambole, mas com uma massa de pão de ló beeem fininha e amanteigada. O recheio, em geral, é de goiabada, mas eu já vi de doce de leite também. Por cima vem uma leve camada de açúcar, para fechar com chave de ouro.

Ficou com vontade, não foi? Pois é, eu também! Amo o bolo de rolo que vende na Casa dos Frios (que é considerado um dos melhores daqui, e pelo preço que eles cobram, tinha que ser mesmo), mas, me chame de pobre quem quiser, eu gosto mesmo é de uns que são vendidos ali perto da rua da Praia, por uns camelôs no entorno do Mercado São José. Esses bolos de rolo me lembram de quando eu vim pela primeira vez em Recife, e meu tio comprava um bem grandão e eu congelava para ficar comendo de madrugada ele beeeem geladinho.

Sonho com o dia em que farão bolo de rolo diet. Enquanto isso não acontece, a gente se vira com o que tem e tenta adaptar os desejos ao PBL, pra satisfazer as vontades e a cintura. Como não achei nenhuma receita leve de bolo de rolo, eu fiz uma de rocambole. Não, amiguinhos, não é a mesma coisa por aqui e aconselho a não confundirem as duas coisas, pois Pernambucanos tendem a ser bem protetivos com o termo bolo de rolo, atribuindo o nome de rocambole a coisas salgadas ou confeitadas. #ficadica

A receita é super simples, daquelas que você nem acredita. A única coisa que tem que reparar é na hora de enrolar, mas com um pano úmido isso fica fácil =) Ah, essa receita é adaptada de uma receita do Panelinha, da Rita Lobo. Pra quem não conhece, recomendo ver as coisas-delícia que ela tem por lá. Bora pra receita!

20130217_154914

Rocambole de Morango Diet

Ingredientes:

5 ovos

5 colheres de sopa de farinha de trigo (pode ser outra de sua preferência)

5 colheres de sopa de adoçante forneável

1/4 de xícara de leite morno

Manteiga e farinha para untar

1 pote de geleia de morango diet

Raspas de limão

Adoçante peneirado para polvilhar

Modo de fazer:

1. A primeira coisa é aquecer o forno em 180 graus e untar uma forma retangular média com manteiga e farinha.

2. Numa tigela, peneire a farinha de trigo e reserve.

3. Separe as gemas das claras. (no final do post tem videozinho com truque jedai pra fazer isso)

4. Bata as claras até ficarem em ponto de neve. Acrescente aos poucos o adoçante, enquanto a batedeira continua ligada.

5. Vá colocando as gemas uma a uma, e batendo para que elas incorporem bem.

6. Com a batedeira na velocidade fraquinha, vá acrescentando a farinha de trigo à mistura dos ovos com adoçante. Não precisa bater muito, só o suficiente para incorporar e a massa ficar bem homogênea.

7. Despeje a massa na forma untada e espalhe com uma colher por toda a forma. Leve ao forno por uns 15 ou 20 minutos, até que a massa comece a dourar. Não deixe assar muito, senão ela endurece demais e quebra na hora de enrolar. Perto da hora de apagar o forno, coloque o leite para amornar.

8. Pegue um pano de cozinha limpinho e umedeça. Estique o pano sobre a mesa ou bancada que você vai trabalhar e desenforme o bolo nesse pano.

9. Com ajuda de uma colher, regue o bolo ainda quente com o leite morno.

10. Espalhe a geleia de morango pela superfície da massa.

11. Com a ajuda do pano, vá enrolando o rocambole. Depois é só transferir para um prato ou travessa e polvilhar adoçante e as rapas de limão.

Dicas para lamber os dedos:

1. O rocambole fica com um doce suave, na medida para o meu paladar. Se você for uma formiga ou tiver o paladar mais doce, pode adicionar mais uma ou duas colheres de adoçante. Prove a massa e veja como está.

2. Eu usei geleia de morango, porque adoro geleia de morango e era a que eu tinha aqui em casa. Mas se você só tem de framboesa ou damasco, aposta nelas e vai na fé! Pode inclusive usar doce de leite diet, se você tiver dele em casa ou preferir o sabor.

3. É importante não deixar a massa dourar muito, porque isso significa que a massa secou demais. Se você por acaso sentir que ela está muito seca, acrescente um pouco mais de leite na hora de regar a massa. Vá colocando as colheradas de leite e espalhando, para que a massa toda saia molhadinha, e facilite na hora de enrolar.

4. Tenha paciência na hora de enrolar. Eu me afobei um pouco, confesso, mas depois respirei fundo e funcionou.

5. Funciona também usar plástico filme para ajudar a enrolar, ao invés do pano. Você abre um pedaço de plástico filme, dá uma pinceladinha da água nele, pra não grudar a massa. Aí é só colocar a massa e ir enrolando.

6. Essa receita é grande pra uma pessoa só, mas como é tudo na proporção de 1:1, basta que você reduza uma coisa de cada e faça a receita do tamanho adequado à sua necessidade. Você pode também duplicá-la, se precisar de um rocambole maior. Aqui a coisa é ao gosto do freguês.

7. Usei farinha de trigo, porque era a que eu tinha, mas se você tiver farinha de coco ou de amêndoas, vai ficar delícia e bem mais saudável. Além de que essas farinhas deixam a massa mais molhadinha.

8. Aqui o pulo do gato para separar claras de gema sem dificuldades:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s